APELOS URGENTES
23
25/01/2016 03:02:00

Testemunhos de Padres

Não há sinais de fanatismo
'Deus emprega os meios mais diversos para um único fim, que é a felicidade das criaturas. As coisas ditas extraordinárias, nem sempre precisam de provas de autenticidade. O mais importante é o fruto do que resulta, pois se faz bem é bom. Se for bom, Deus está presente. O que está acontecendo aqui é algo para se refletir. A ortodoxia e a fidelidade à doutrina da Igreja estão presentes. Não há sinais de fanatismo, mas de espírito de oração'. 
Monsenhor Gaspar Sadoc , Depoimento ao Jornal A TARDE

Ela aparece aqui
Temos de admitir que as pessoas aqui vêm por causa de sua devoção a Maria Santíssima. Mas vêm, também, pela necessidade de encontrar uma inspiração espiritual que satisfaça a própria devoção e que os faça mudar de vida. Conforme disse Nosso Senhor, no Evangelho, pelos frutos conhecereis a planta; se os frutos são bons, a devoção é ótima, extraordinária. A cada dia esta devoção vem aumentando aqui em Anguera, tomando-se conhecida até por pessoas no exterior. A devoção a Maria Santíssima, não é uma devoção de agora, mas uma devoção sólida, desde o começo do cristianismo, quando os primeiros cristãos aprenderam a venerar a Virgem Santíssima, como a Mãe do Salvador e honrá-la como uma criatura toda especial. Não devemos pensar que Nossa Senhora está no céu, sentada, sem se importar com os seus filhos. Ela aparece aqui, na Ásia, na África, Europa, em vários lugares onde há cristãos autênticos. Ela se faz presente mesmo que ninguém a veja, com a sua inspiração, com a sua palavra, com a sua bênção materna. Nossa Senhora é Nossa Mãe e está constantemente perto dos seus filhos e aqui, em Angüera, Ela quis se manifestar de um modo todo especial, porque assim Deus o permitiu. As pessoas estão aqui, não por curiosidade ou em busca de alguma distração, mas porque sentiram-se chamadas e responderam positivamente a este apelo de Maria Santíssima, que é vir e dar testemunho do Amor de Deus para com a humanidade". 
Padre Monsenhor Hermenegildo Castorano - Foi diretor espiritual de Pedro Regis 
 
"O que acontece na cidade baiana de Angüera é uma revelação privada ou particular. A Igreja Católica ensina que não se deve esperar nenhuma nova revelação pública antes da gloriosa manifestação de Nosso Senhor Jesus (Catecismo da I.C., 66). As revelações privadas não pertencem ao depósito da Fé. O mesmo citado Catecismo adverte que a função delas não é complementar a Revelação definitiva de Cristo, mas ajudar a viver dela com mais plenitude em uma determinada época da história (o.c. 67). Estou convencido de que todas as mensagens contidas nos livros Apelos Urgentes, recebidas por Pedro Régis, e que já ultrapassam o número de três mil, são autênticas e muito contribuem para se viver com mais plenitude e fervor a grande revelação de Jesus contida na Bíblia e na Tradição da Igreja". 
Padre Martinho Johnson
 
EU ACREDITO. "Jesus falou que pelos frutos se conhece a árvore. Agora, um dos grandes frutos nas aparições de Nossa Senhora na fazenda Malhada Nova em Angüera, são as pessoas que vêm para se confessar e se converter. Eu desafio qualquer Padre ou qualquer Bispo que desconfia da veracidade das aparições de Nossa Senhora em Angüera, que venham a este local e passem quatro horas confessando o povo que vem aqui e vai ver se você não fica convencido que eles vêm tocados pela graça de Deus; se eles não vêm realmente para se converter e deixar para trás todos os seus pecados e se jogar no Coração de Nossa Senhora: Eu não acho possível que alguém que venha aqui com sinceridade, um Padre, um Bispo, confessando, que ele não perceba que aqui é uma fonte de graça; que aqui tem frutos em abundância e isto não é nenhuma obra humana. Isto é uma obra que vem do céu. Não tenho dúvidas, Nossa Senhora está repetindo o que Ela falou nas bodas de Caná: O QUE ELE MANDAR FAZER, FAÇA. Então, Ela não está inventando nenhuma coisa nova. Por sinal, nesses anos de mensagens, até hoje nem aqueles que vem aqui com má vontade, nem aqueles que vem peneirar a palavra, a fim de descobrir alguma falha viu alguma coisa para mandar pra Roma, para o Cardeal Ratzinger, pra condenar. Duvido, duvido que qualquer Bispo pudesse dizer tantas coisas e não falar nenhuma coisa errada. Mas, no entanto, as mensagens recebidas por Pedro não tem nada contra a doutrina católica. Não tem nada contra as mensagens de Jesus Cristo. Afinal, vem de Nossa Senhora. Esta não dá nada de errado".  
Padre Marcos Tillia - P.H.L ANGELICUM, ROMA
 
Eu tenho notado que as pessoas vêm aqui em Angüera em busca de mudanças de vida. Senti isso nas confissões que atendi aqui no dia de hoje. É uma bênção de Deus estar aqui. Viajamos 35 horas de ônibus para ver toda essa maravilha que acontece nesta fazenda. Rezamos toda a viagem e devo dizer que nunca rezei tanto em minha vida. É muita bênção de Deus. Como Padre, nunca vi tanta manifestação de fé, tanta fé nas pessoas como estou vendo aqui".
Padre Raimundo Inácio, São Paulo
  
"Vim aqui para agradecer a Nossa Senhora por estar trazendo mensagens a dez anos neste local. Essas mensagens são sinais do amor de Mãe de Deus para conosco que somos seus filhos. Essas mensagens são confirmadas por Deus pelas graças alcançadas pelos fiéis que aqui são chamados por Nossa Senhora. Nossa primeira atitude é de agradecer a Deus por esta manifestação extraordinária de ternura, de bondade e de oração que Nossa Senhora pede, de conversão para uma vida voltada à palavra de Deus. Vamos atender ao apelo insistente de nossa Mãe Celeste. Vamos atender porque só na oração, só na conversão na volta para Deus é que podemos ser felizes. Vamos, assim, tornar-nos mensagens vivas de Nossa Senhora. Aqui há pessoas de quase todo Brasil e de outros países. Na verdade foi Nossa Senhora quem nos convidou. Foi Ela quem nos trouxe neste lugar escolhido por Deus e por Ela".  
Padre Luiz Santiago Santa Rosa, RS
  
"Eu chego aqui e vejo a grande devoção a Mãe de Jesus. Só Deus pode atrair tantas pessoas para rezar, para fazer penitência, para encontrar-se com Ele. O que eu sinto aqui é muita paz, muita oração, muita devoção do povo simples, do povo que Deus ama demais. O testemunho que dou, sem querer me adiantar ao julgamento da Igreja, é que Deus realmente está aqui presente. Nossa Senhora está aqui presente. Nós vemos essa manifestação de Deus e de Nossa Senhora na devoção, no amor, no carinho e na conversão, nos sinais que Ela dá. É só ouvir e ver os testemunhos. Nós só podemos dizer: "eu te louvo, Senhor, porque mostraste estas coisas aos pequeninos e simples e as escondeste aos sábios". Louvado seja Deus, louvado seja nossa Mãe Maria Santíssima". 
Padre Antônio Maria, São Paulo
  
Eu fiquei conhecendo as aparições de Anguera através de um livro de mensagens. O que me fez acreditar que Nossa Senhora aparece é a pureza da doutrina transmitida ao Pedro. Não é possível que alguém possa criar mensagens com uma doutrina tão fiel e doutrina de Jesus, transmitida pela igreja católica Apostólica Romana, como estas dadas aqui. Quando nós atendemos as pessoas através da confissão elas dizem as graças e milagres que recebem de Nossa Senhora. Vejo aqui em Anguera uma ligação com a as aparições de Fátima.
Padre Davi Ramos Fernandes, Fátima- Portugal 

 

Testemunhos de Leigos

Dom da maternidade 
Me chamo Elisabete, sou casada com Márcio há 22 anos, residimos em Feira de Santana - BA. Em 1989 descobrimos que eu era portadora de uma enfermidade chamada endometriose que obstruía minhas trompas de tal forma que elas se tornaram endurecidas, e isto causava esterilidade. Diante dessa realidade adotamos dois lindos meninos, gêmeos, que são um grande presente de Deus em nossa vida. Crendo no Deus do impossível, continuei orando pela cura e libertação dessa condição de estéril, pois o sofrimento era muito grande: eu sentia muitas dores na época da menstruação e eu queria GERAR; e, pela intercessão de Nossa Senhora de Anguera recebi a graça. Estava rezando o terço no local onde acontece a Aparição de Nossa Senhora em Anguera - Bahia, quando tive uma crise de choro muito forte e ouvi no meu coração a ordem de Deus dizendo que eu não iria mais chorar por ser uma mulher estéril e que , ainda naquele ano, eu ficaria grávida. E o Senhor Deus realizou uma obra de cura pelas mãos de Nossa Senhora e tive duas gestações. Primeiro de um menino: Márcio Gabriel e depois de uma menina: Ana Sara. Louvado seja Deus!!!!  
Elisabete Costa - Feira de Santana/BA
Misistra da Eucaristia da Catedral de Santana 

 
Não Julguem o que Não Conheçem 
Eu nunca tinha escutado falar sobre as aparições de Nossa Senhora em Angüera, mas em um domingo, já há muitos anos, eu estava participando da Santa Missa e o padre de minha paróquia fez duras críticas ao Pedro Régis e as mensagens. Eu escutei tudo que ele dizia com atenção e achei que o padre estava com razão. O tempo passou e de vez em quando o padre tocava no mesmo assunto, sempre falando contra. Aquilo começou a me incomodar porque eu estava indo a Igreja para ouvir a Palavra de Deus e não para ouvir aquelas palavras tão pesadas. Chamei o padre e perguntei se ele conhecia de perto as aparições e as mensagens e se ele já tinha ido ao local onde Nossa Senhora estava aparecendo. Ele me disse que não tinha ido e que jamais seus pés pisariam aquele local. Achei estranho. Como julgar aquilo que não se conhece? Tudo bem, deixei para lá. O tempo passou e um dia escutei pelo rádio que o Pedro visitaria nossa cidade. Não perdi tempo. No dia em que Pedro veio fiz questão de ouvi-lo. Sinceramente fiquei encantado com tudo que escutei. Nunca vi alguém pregar tão bem. Olha que eu tenho 57 anos e vou à Igreja desde criança. A verdade é que Pedro me convenceu, mesmo sem ter ido à Angüera. Claro que hoje já fui mais de 20 vezes com toda a minha família. A verdade é que resolvi escrever tudo isso para fazer um pedido a todos os sacerdotes: NÃO CONFUNDAM A NOSSA FÉ. NÃO JULGUEM O QUE VOCÊS NÃO CONHECEM. DEIXEM PEDRO CUMPRIR A MISSÃO DELE E VOCÊS CUMPRAM A DE VOCÊS. Eu realmente fico decepcionado quando vejo alguns padres falando contra as mensagens de Nossa Senhora em Angüera. Agora um conselho para vocês que ainda não foram a Angüera: VÃO ATÉ LÁ, VEJAM COM SEUS PRÓPRIOS OLHOS. NÃO QUEIRAM VER AS COISAS DE DEUS COM OS OLHOS DOS OUTROS, POIS NEM SEMPRE OS OLHOS DOS OUTROS ENXERGAM AS COISAS DE DEUS. 
João Evangelista P. dos Santos – Bahia
  
Convite Especial
Eu, Maria Amélia de Andrade Ribeiro, no dia 15 de novembro de 1988, quando levantei pela manhã senti que havia algo estranho no meu rosto, quase não podia escovar os dentes. Fiquei totalmente sem tato na boca, o olho direito não piscava, o rosto torto, muito deformado. Levaram-me ao neurologista, Dr. Djalma Santos e ele falou assim: “Desta vez a senhora teve uma paralisia muito forte. Deverá passar talvez um ano para se recuperar”. (Pois esta foi a 3ª vez que tive paralisia facial). Nesta época eu ia toda quinta-feira rezar o terço na Igreja de Brotas. Quando foi em março de 1989, Dona Mary Veiga organizou uma romaria para Angüera e com o incentivo das colegas do grupo, fui à aparição de Nossa Senhora, pedir minha cura. Chegando lá junto à Cruz, minhas colegas rezaram, invocaram o Espírito Santo e pediram a Nossa Senhora pela minha cura. Quatro meses depois, graças a Mãe de Jesus, estava curada para sempre. Amém. 
Maria Amélia de Andrade Ribeiro – Salvador/BA
   
Maria em Minha Vida 

Durante um longo tempo da minha vida, vivi em constantes trevas, pois andava fazendo coisas absurdas, estava distante de Deus e não queria saber de Igreja. Cheguei até a usar drogas. Vivia cega espiritualmente. Tudo isso aconteceu depois que meu noivo me abandonou. Pra mim a vida não tinha mais sentido. Eu só queria viver de aventuras. No ano passado, minha mãe me implorou para que fosse a Angüera com ela e como sempre me convidava, e naquele dia não tinha nenhuma bagunça programada, eu fui. Quando chegamos, a primeira pessoa que encontramos foi o Pedro Régis. Ele estava vindo da cruz em direção a sua casa e se aproximou de nós com um terço na mão. Eu nunca o tinha visto antes. Ele cumprimentou a todos e ao se aproximar de mim, olhou bem nos meus olhos e perguntou: Posso lhe dizer uma coisa? Balancei a cabeça afirmando que sim e ele disse: Nossa Senhora te ama muito; se cuida, ela precisa de você. E depois se afastou. À noite, na hora da aparição, todos rezavam o terço, menos eu, porque não sabia. No final do terço Nossa Senhora apareceu. Eu quase não fiquei de pé. Estava vendo uma cena tão linda que quase morri de felicidade. Senti, naquele momento, o desejo de ser abençoada. Meu coração batia forte. Me abracei com minha mãe e comecei a chorar. Quando acabou Pedro leu a mensagem. Nossa Senhora dizia que nos amava e que precisava de cada um de nós. Lembrei das palavras de Pedro ditas a mim logo que cheguei. Senti que foi uma confirmação do céu. Tinha certeza de que as palavras de Pedro foram inspiradas por Nossa Senhora. Aquele recado do céu mudou a minha vida. Hoje sei me valorizar. Deixei de lado tudo que me impedia de sentir Deus. Tenho 19 anos e procuro ajudar as pessoas que vivem o mesmo drama que eu vivi. Agora sou católica praticante e rezo por meu ex-noivo para que seja feliz, pois agora tenho um novo amor em minha vida: JESUS  
Ângela Mª Conceição – Aracaju/SE
   
A Novena Milagrosa
Eu estava vivendo sem paz e tudo em minha vida dava errado. Entrei em depressão e vivia sob efeitos de remédios, sem nenhum resultado. No auge do desespero, fui levada à sessão espírita, a terreiros de umbanda, mas nada adiantava. Continuava doente e sem saber o que fazer. No mês de setembro deste ano minha vizinha, dona Maria, veio me visitar. Era uma terça-feira à tarde. Ela me disse que tinha encontrado Pedro Régis na Igreja Senhor dos Passos no dia anterior, numa missa e que ela se aproximou dele, segundo ela meio sem jeito, e pediu que ele rezasse e pedisse a Nossa Senhora por sua família e por uma amiga (que sou eu) que estava doente. Ele lhe deu uma novena de Nossa Senhora Rainha da Paz e pediu que ela começasse a fazer a novena naquele mesmo dia. Dona Maria fez uma cópia e me trouxe. Eu comecei a fazer a novena no outro dia, pois tinha observado que a boa obra daquele primeiro dia era passar o dia feliz e eu não estava feliz naquele dia. Eu e meu esposo, no outro dia, começamos a novena. Nos esforçamos para cumprir a boa obra de cada dia e graças a Deus estava indo tudo bem. Logo no primeiro dia da novena me senti bem melhor. No quinto dia a boa obra era para se confessar. Pedi ao meu esposo que me levasse a uma Igreja. Ele me levou e lá fiz minha confissão. Meu esposo também se confessou (achei um milagre). No dia seguinte, senti que Deus estava me curando totalmente. No final da novena, quatro dias depois, já não sentia mais nada. Hoje vou a Angüera e já levei toda minha família que mora em Salvador. A cada dia que passa me sinto mais perto de Nossa Senhora e mais amada por Jesus. Rezo todos os dias em minha casa com meu esposo e rezo também por Pedro Régis, pois sei que não é fácil estar na missão que ele recebeu de Deus.  
Vânia da Silva – Feira de Santana/BA
  
Eu Ví um Grande Sinal em Anguera
A primeira vez que fui a Angüera presenciei um grande sinal de Deus. Se não me engano foi no ano de 1994. Era festa em setembro. Nunca vi tanta gente em toda minha vida. Logo à tarde vi, não apenas eu, mas uma grande multidão, o sinal do sol. Vimos o sol girar no céu e mudar de cor. Parecia que estava vindo pra terra. Foi um show de Deus para os incrédulos, inclusive eu, que estava ali apenas por curiosidade. Antes achava que Pedro era um mentiroso, um aproveitador. Já pedi perdão a Deus por ter pensado assim. Naquele mesmo dia, já à noite, Deus mostrou a todos mais um sinal. Foi dentro de uma das rosas que enfeitava a cruz. Apareceu o rosto de Nossa Senhora e todos viram. Eu estava perto e vi. Era um rosto suave, às vezes preocupado e triste, eu chorei porque sabia que Deus estava nos chamando, nos dando uma chance. Senti um amor tão grande em meu coração a ponto de não poder recusar ao chamado de Deus através de Nossa Senhora. Um dia escutei Pedro dizer que o grande mal do Católico era não ter coragem de dar testemunho, por isso resolvi escrever este testemunho. Sei que existem outros mais bonitos que o meu e que precisam ser dados para a glória de Deus. Amém.  
Ângelo S. Oliveira – Ilhéus/BA
 
Fui Resgatada por Nossa Senhora
Conhecer as aparições de Nossa Senhora de Angüera foi uma grande graça para mim. Antes eu vivia uma vida totalmente sem Deus, só pensando nas coisas do mundo. Muitas vezes deixava minha mãe rezando em casa e saia pra rua. Eu nunca rezava. Um belo dia um amigo me emprestou um livro com mensagens de Nossa Senhora de Angüera. Eu comecei a ler e a cada mensagem que eu lia, sentia no coração as palavras da Mãe falando como se fosse só pra mim. Lembro que uma das mensagens Nossa Senhora falava que nós rezávamos pouco e eu fiquei triste porque eu não rezava nada. Senti uma cobrança muito forte de Nossa Senhora no que diz respeito à oração. Comecei a pensar em minha vida, com 23 anos e tão afastada de Deus. Reconheci que estava errada e que com isso a única pessoa que perdia era eu mesma. Comecei a rezar. A minha família se espantou e não precisa nem explicar o porquê. A minha história é muito longa. Quero apenas acrescentar que hoje rezo o rosário todos os dias com minha mãe e vou à missa todo Domingo. Sou criticada pelos amigos, mas não me importo. Profiro fazer a vontade de Deus do que fazer a vontade dos meus amigos.  
Bernadete da Paixão – Salvador/BA
  
Curada de um Câncer
Conheci as aparições de Nossa Senhora em Angüera no ano de 1996 e de lá para cá a minha vida tem sido transformada. Hoje rezo rosário e procuro renunciar a todas as coisas que Nossa Senhora pede que renunciemos. Em 1997 comecei a ter sérios problemas na saúde, comecei a sentir fortes dores na barriga e depois de vários exames foi constatado um câncer no fígado. Os médicos me sugeriram uma cirurgia que foi feita vinte dias depois, mas nada puderam. Fui desenganada e voltei para casa. Os médicos disseram que eu só tinha 60 dias de vida. Ao chegar em casa tive derrame na pleura e voltei para o hospital, onde fiquei por alguns dias. Ao sair do hospital eu disse para o médico: “o senhor fez sua parte, agora vou rezar e esperar que Jesus e Maria façam a outra”. Não perdi a fé. Cada vez mais acreditava em Deus. Rezava, mesmo doente, duas horas por dia e tomava água benta por nossa Senhora de Angüera. O tempo passava e eu comecei a sentir que estava cada vez melhor. Não sentia mais dores. Já faz mais de três anos e hoje não tenho mais nada. Para agradecer a Nossa senhora, vou a Angüera todas as terças e sábados. A minha família se transformou e houve muitas conversões. Quem ainda não foi a Angüera está perdendo muita graça.  
Maria Pereira de Jesus – Salvador/BA
 

Encontrei a Verdade
Hoje sou feliz com minha família graças à Nossa Senhora de Angüera. Vivi no pecado do adultério mais de oito anos. Quase que satanás destruiu minha vida. A primeira vez que fui ao local das aparições, escutei o irmão de Pedro falar sobre uma mensagem dada por Nossa Senhora que condenava o adultério. Aquilo já começou a mexer comigo. Mais tarde quando Pedro chegou para rezar o terço perguntou quem conhecia os dez mandamentos.Como quase ninguém conhecia, ele começou a explicar um por um. Foi uma beleza quando falou do sexto e do nono mandamento. Ele foi tão claro que eu comecei a pensar o que aconteceria comigo se morresse naquele dia. Na hora da aparição pedi muito a Nossa Senhora que me desse a graça da fidelidade e graças a Deus até hoje não cometi mais o pecado da infidelidade do matrimônio. Quero dizer ainda que vou a missa todos os domingos, rezo com minha família e sempre que posso vou a Angüera para me confessar com Padre Gordon.  
Antônio oliveira de Jesus – Aracajú/SE
  
Fomos Convertidos
Gostaria de agradecer a Nossa Senhora de Angüera a mudança de vida de todos da minha casa. Sei que muitas pessoas já alcançaram muitas graças em Angüera. Já escutei relatos de curas extraordinárias. Aprendi com Nossa Senhora que a cura mais importante é a cura espiritual e foi essa cura que eu e minha família recebemos. Antes de conhecer as aparições em Angüera, eu, meu esposo e meus quatro filhos, vivíamos afastados da igreja e dificilmente rezávamos. Fomos ao abençoado local das aparições em agosto do ano passado e de lá para cá a nossa vida tem sido uma bênção de Deus. Rezamos o rosário todos os dias e aos domingos vamos todos a missa. E uma coisa curiosa é que meus filhos, por livre decisão, não querem mais pular carnaval. Todos eles receberam educação religiosa, mas por descuido meu e do meu esposo, eles se afastaram da igreja. Hoje graças a Nossa Senhora de Angüera estamos de volta à casa do pai.  
Amélia Oliveira dos Anjos – Salvador/BA
  
Curado na Hora da Aparição
Quero agradecer a Virgem Maria, por me ter livrado de uma cirurgia. Há anos vinha sofrendo com pedra nos rins e não sabia mais o que fazer. Já tinha ido várias vezes em Angüera e sempre pedia a Nossa Senhora que suplicasse a Jesus a minha cura. No dia 10 de julho deste ano tive mais uma vez a graça de visitar aquele lugar abençoado. Chegamos bem cedo e ficamos na cruz rezando. À noite, na hora em que Nossa Senhora apareceu, pedi muito que Ela me socorresse, que me ajudasse a sair daquele sofrimento. Naquele momento comecei a sentir fortes dores, parecia que todas as dores que senti no passado voltaram de uma só vez. Intimamente pedia que Ela tivesse misericórdia de mim. Naquele momento senti uma voz dizer: “você está sendo curado”. Quando acabou senti vontade de ir ao banheiro e para minha surpresa saíram três pedras, sem nenhuma dor. Tenho 48 anos e vivo hoje com muita saúde, graças a Nossa Senhora de Angüera.  
Jorge Magalhães – Aracajú/SE
 
Minha Filha foi Curada
Quando estive em Angüera pela primeira vez fiz um pedido a Nossa Senhora para minha filha, que na época tinha 3 anos. Ela sofria de uns desmaios e não sabíamos mais o que fazer. Pedi muito a Nossa Senhora que olhasse para minha filha e graças a Deus ela ficou curada. Hoje ela tem onze anos e vive uma vida normal. O nome dela é a Tailâne de Souza Pinheiro. Já lhe entreguei a Nossa Senhora; ela é filha de Nossa Senhora. Sou apenas uma babá.
Elenice Souza Pinheiro. Coaraci/BA
 
Eu não Amava Nossa Senhora
Depois de muitos anos de afastamento, retornei igreja, passei a freqüentar grupos de orações e comecei crescer espiritualmente. No entanto o meu amor por Nossa Senhora continuava frio, distante. Eu até tentava me aproximar Dela, mas os meus esforços pareciam superficiais. Diante dessa frieza em meu coração, cheguei ao ponto de desejar seguir outra religião. Só depois de seis anos do meu retorno a Igreja Católica foi que a chama do meu amor por Nossa Senhora começou a acender gradativamente. Isso começou quando passei a ler as Suas mensagens em Angüera, publicadas no jornal A TARDE aqui na Bahia. Algumas dessas mensagens me tocavam profundamente e eu as recortava para refletir sobre elas posteriormente. Foi assim que a Rainha da Paz foi cuidando para que eu me achegasse aos poucos ao Seu Coração Imaculado. Embora eu ainda não tivesse tido contato com pessoas que pudessem me falar com ardor das suas aparições, eu acreditava na veracidade das mensagens pelo efeito causado em mim. Por isso pedi a Nossa Senhora que me mostrasse um meio para chegar ao local das suas aparições. Durante uma viagem, passando por um dos lugares, um bem distante do outro, ouvi testemunho de pessoas que haviam visitado Angüera e das bênçãos recebidas para a família e para a comunidade a qual pertencem. Finalmente, em julho deste ano, estive em Angüera pela primeira vez. Na noite chuvosa de 18 do mês corrente ,eu estava lá com o coração transbordante de alegria para agradecer à Nossa Senhora por esta graça recebida. 
Laurinda Menezes da Silva – Salvador/BA
 
Mudança de Vida em Anguera
Até junho de 1996 eu freqüentava outra religião. Estava com um problema no joelho, devido uma queda. Não me ajoelhava em lugar nenhum, pois não agüentava. Não corria, nem andava rápido. Fui ao médico e ele passou vários remédios, inclusive 10 sessões de fisioterapia. Fiz tudo como ele mandou, mas nada resolveu e passou a doer a perna toda. Diante de tantos problemas familiares não tinha paz, nem alegria. Então ligava para minha mãe toda semana para me desabafar. As vezes até chorava de tanta aflição. A segunda quinzena de junho, como de costume, liguei para minha mãe, ela me escutou e depois afirmou: Nossa Senhora vai te ajudar. Levei um susto, pois aquelas palavras tocou em mim, não saía dos meus pensamentos. 30 dias depois Nossa Senhora se apresentou na minha vida através do livro de mensagens, volume I. Li todo em pouco mais de uma semana. Chorava de emoção cada vez que lia. No dia 30 de julho de 1996 tive o privilégio de ir a Angüera, no local das aparições e lá a minha emoção foi ainda maior. Chorei muito na hora que anunciaram a presença de Nossa Senhora. Não lembrei de nada, me ajoelhei e quando me levantei não estava sentindo mais nada. Estava curada. Não parei mais de ir para lá. Tudo da Igreja Católica me encantava, tudo de Maria me emocionava. Aprendi tudo o que precisava aprender, sem que ninguém me ensinasse. Passei a levar caravanas, muitas pessoas mudaram de vida. Foram muitos que levei lá e hoje são católicos fervorosos. Os problemas familiares continuam, pois a pessoa causadora dos problemas não quer se voltar para Deus. Apesar de tudo isso, tenho paz no meu coração e alegria. Vou levando a vida, chamando por Jesus e Maria, e sempre evangelizando e convidando as pessoas para aquele lugar abençoado. Você que leu este testemunho, reze por mim e minha família, um Pai Nosso e uma Ave Maria. Deus irá lhe abençoar. Amém. 
Maria Nilda Alves Cerqueira Dias – Feira de Santana/BA

Testemunhos de Padres

Não há sinais de fanatismo
'Deus emprega os meios mais diversos para um único fim, que é a felicidade das criaturas. As coisas ditas extraordinárias, nem sempre precisam de provas de autenticidade. O mais importante é o fruto do que resulta, pois se faz bem é bom. Se for bom, Deus está presente. O que está acontecendo aqui é algo para se refletir. A ortodoxia e a fidelidade à doutrina da Igreja estão presentes. Não há sinais de fanatismo, mas de espírito de oração'. 
Monsenhor Gaspar Sadoc , Depoimento ao Jornal A TARDE

Ela aparece aqui
Temos de admitir que as pessoas aqui vêm por causa de sua devoção a Maria Santíssima. Mas vêm, também, pela necessidade de encontrar uma inspiração espiritual que satisfaça a própria devoção e que os faça mudar de vida. Conforme disse Nosso Senhor, no Evangelho, pelos frutos conhecereis a planta; se os frutos são bons, a devoção é ótima, extraordinária. A cada dia esta devoção vem aumentando aqui em Anguera, tomando-se conhecida até por pessoas no exterior. A devoção a Maria Santíssima, não é uma devoção de agora, mas uma devoção sólida, desde o começo do cristianismo, quando os primeiros cristãos aprenderam a venerar a Virgem Santíssima, como a Mãe do Salvador e honrá-la como uma criatura toda especial. Não devemos pensar que Nossa Senhora está no céu, sentada, sem se importar com os seus filhos. Ela aparece aqui, na Ásia, na África, Europa, em vários lugares onde há cristãos autênticos. Ela se faz presente mesmo que ninguém a veja, com a sua inspiração, com a sua palavra, com a sua bênção materna. Nossa Senhora é Nossa Mãe e está constantemente perto dos seus filhos e aqui, em Angüera, Ela quis se manifestar de um modo todo especial, porque assim Deus o permitiu. As pessoas estão aqui, não por curiosidade ou em busca de alguma distração, mas porque sentiram-se chamadas e responderam positivamente a este apelo de Maria Santíssima, que é vir e dar testemunho do Amor de Deus para com a humanidade". 
Padre Monsenhor Hermenegildo Castorano - Foi diretor espiritual de Pedro Regis 
 
"O que acontece na cidade baiana de Angüera é uma revelação privada ou particular. A Igreja Católica ensina que não se deve esperar nenhuma nova revelação pública antes da gloriosa manifestação de Nosso Senhor Jesus (Catecismo da I.C., 66). As revelações privadas não pertencem ao depósito da Fé. O mesmo citado Catecismo adverte que a função delas não é complementar a Revelação definitiva de Cristo, mas ajudar a viver dela com mais plenitude em uma determinada época da história (o.c. 67). Estou convencido de que todas as mensagens contidas nos livros Apelos Urgentes, recebidas por Pedro Régis, e que já ultrapassam o número de três mil, são autênticas e muito contribuem para se viver com mais plenitude e fervor a grande revelação de Jesus contida na Bíblia e na Tradição da Igreja". 
Padre Martinho Johnson
 
EU ACREDITO. "Jesus falou que pelos frutos se conhece a árvore. Agora, um dos grandes frutos nas aparições de Nossa Senhora na fazenda Malhada Nova em Angüera, são as pessoas que vêm para se confessar e se converter. Eu desafio qualquer Padre ou qualquer Bispo que desconfia da veracidade das aparições de Nossa Senhora em Angüera, que venham a este local e passem quatro horas confessando o povo que vem aqui e vai ver se você não fica convencido que eles vêm tocados pela graça de Deus; se eles não vêm realmente para se converter e deixar para trás todos os seus pecados e se jogar no Coração de Nossa Senhora: Eu não acho possível que alguém que venha aqui com sinceridade, um Padre, um Bispo, confessando, que ele não perceba que aqui é uma fonte de graça; que aqui tem frutos em abundância e isto não é nenhuma obra humana. Isto é uma obra que vem do céu. Não tenho dúvidas, Nossa Senhora está repetindo o que Ela falou nas bodas de Caná: O QUE ELE MANDAR FAZER, FAÇA. Então, Ela não está inventando nenhuma coisa nova. Por sinal, nesses anos de mensagens, até hoje nem aqueles que vem aqui com má vontade, nem aqueles que vem peneirar a palavra, a fim de descobrir alguma falha viu alguma coisa para mandar pra Roma, para o Cardeal Ratzinger, pra condenar. Duvido, duvido que qualquer Bispo pudesse dizer tantas coisas e não falar nenhuma coisa errada. Mas, no entanto, as mensagens recebidas por Pedro não tem nada contra a doutrina católica. Não tem nada contra as mensagens de Jesus Cristo. Afinal, vem de Nossa Senhora. Esta não dá nada de errado".  
Padre Marcos Tillia - P.H.L ANGELICUM, ROMA
 
Eu tenho notado que as pessoas vêm aqui em Angüera em busca de mudanças de vida. Senti isso nas confissões que atendi aqui no dia de hoje. É uma bênção de Deus estar aqui. Viajamos 35 horas de ônibus para ver toda essa maravilha que acontece nesta fazenda. Rezamos toda a viagem e devo dizer que nunca rezei tanto em minha vida. É muita bênção de Deus. Como Padre, nunca vi tanta manifestação de fé, tanta fé nas pessoas como estou vendo aqui".
Padre Raimundo Inácio, São Paulo
  
"Vim aqui para agradecer a Nossa Senhora por estar trazendo mensagens a dez anos neste local. Essas mensagens são sinais do amor de Mãe de Deus para conosco que somos seus filhos. Essas mensagens são confirmadas por Deus pelas graças alcançadas pelos fiéis que aqui são chamados por Nossa Senhora. Nossa primeira atitude é de agradecer a Deus por esta manifestação extraordinária de ternura, de bondade e de oração que Nossa Senhora pede, de conversão para uma vida voltada à palavra de Deus. Vamos atender ao apelo insistente de nossa Mãe Celeste. Vamos atender porque só na oração, só na conversão na volta para Deus é que podemos ser felizes. Vamos, assim, tornar-nos mensagens vivas de Nossa Senhora. Aqui há pessoas de quase todo Brasil e de outros países. Na verdade foi Nossa Senhora quem nos convidou. Foi Ela quem nos trouxe neste lugar escolhido por Deus e por Ela".  
Padre Luiz Santiago Santa Rosa, RS
  
"Eu chego aqui e vejo a grande devoção a Mãe de Jesus. Só Deus pode atrair tantas pessoas para rezar, para fazer penitência, para encontrar-se com Ele. O que eu sinto aqui é muita paz, muita oração, muita devoção do povo simples, do povo que Deus ama demais. O testemunho que dou, sem querer me adiantar ao julgamento da Igreja, é que Deus realmente está aqui presente. Nossa Senhora está aqui presente. Nós vemos essa manifestação de Deus e de Nossa Senhora na devoção, no amor, no carinho e na conversão, nos sinais que Ela dá. É só ouvir e ver os testemunhos. Nós só podemos dizer: "eu te louvo, Senhor, porque mostraste estas coisas aos pequeninos e simples e as escondeste aos sábios". Louvado seja Deus, louvado seja nossa Mãe Maria Santíssima". 
Padre Antônio Maria, São Paulo
  
Eu fiquei conhecendo as aparições de Anguera através de um livro de mensagens. O que me fez acreditar que Nossa Senhora aparece é a pureza da doutrina transmitida ao Pedro. Não é possível que alguém possa criar mensagens com uma doutrina tão fiel e doutrina de Jesus, transmitida pela igreja católica Apostólica Romana, como estas dadas aqui. Quando nós atendemos as pessoas através da confissão elas dizem as graças e milagres que recebem de Nossa Senhora. Vejo aqui em Anguera uma ligação com a as aparições de Fátima.
Padre Davi Ramos Fernandes, Fátima- Portugal 

 

Testemunhos de Leigos

Dom da maternidade 
Me chamo Elisabete, sou casada com Márcio há 22 anos, residimos em Feira de Santana - BA. Em 1989 descobrimos que eu era portadora de uma enfermidade chamada endometriose que obstruía minhas trompas de tal forma que elas se tornaram endurecidas, e isto causava esterilidade. Diante dessa realidade adotamos dois lindos meninos, gêmeos, que são um grande presente de Deus em nossa vida. Crendo no Deus do impossível, continuei orando pela cura e libertação dessa condição de estéril, pois o sofrimento era muito grande: eu sentia muitas dores na época da menstruação e eu queria GERAR; e, pela intercessão de Nossa Senhora de Anguera recebi a graça. Estava rezando o terço no local onde acontece a Aparição de Nossa Senhora em Anguera - Bahia, quando tive uma crise de choro muito forte e ouvi no meu coração a ordem de Deus dizendo que eu não iria mais chorar por ser uma mulher estéril e que , ainda naquele ano, eu ficaria grávida. E o Senhor Deus realizou uma obra de cura pelas mãos de Nossa Senhora e tive duas gestações. Primeiro de um menino: Márcio Gabriel e depois de uma menina: Ana Sara. Louvado seja Deus!!!!  
Elisabete Costa - Feira de Santana/BA
Misistra da Eucaristia da Catedral de Santana 

 
Não Julguem o que Não Conheçem 
Eu nunca tinha escutado falar sobre as aparições de Nossa Senhora em Angüera, mas em um domingo, já há muitos anos, eu estava participando da Santa Missa e o padre de minha paróquia fez duras críticas ao Pedro Régis e as mensagens. Eu escutei tudo que ele dizia com atenção e achei que o padre estava com razão. O tempo passou e de vez em quando o padre tocava no mesmo assunto, sempre falando contra. Aquilo começou a me incomodar porque eu estava indo a Igreja para ouvir a Palavra de Deus e não para ouvir aquelas palavras tão pesadas. Chamei o padre e perguntei se ele conhecia de perto as aparições e as mensagens e se ele já tinha ido ao local onde Nossa Senhora estava aparecendo. Ele me disse que não tinha ido e que jamais seus pés pisariam aquele local. Achei estranho. Como julgar aquilo que não se conhece? Tudo bem, deixei para lá. O tempo passou e um dia escutei pelo rádio que o Pedro visitaria nossa cidade. Não perdi tempo. No dia em que Pedro veio fiz questão de ouvi-lo. Sinceramente fiquei encantado com tudo que escutei. Nunca vi alguém pregar tão bem. Olha que eu tenho 57 anos e vou à Igreja desde criança. A verdade é que Pedro me convenceu, mesmo sem ter ido à Angüera. Claro que hoje já fui mais de 20 vezes com toda a minha família. A verdade é que resolvi escrever tudo isso para fazer um pedido a todos os sacerdotes: NÃO CONFUNDAM A NOSSA FÉ. NÃO JULGUEM O QUE VOCÊS NÃO CONHECEM. DEIXEM PEDRO CUMPRIR A MISSÃO DELE E VOCÊS CUMPRAM A DE VOCÊS. Eu realmente fico decepcionado quando vejo alguns padres falando contra as mensagens de Nossa Senhora em Angüera. Agora um conselho para vocês que ainda não foram a Angüera: VÃO ATÉ LÁ, VEJAM COM SEUS PRÓPRIOS OLHOS. NÃO QUEIRAM VER AS COISAS DE DEUS COM OS OLHOS DOS OUTROS, POIS NEM SEMPRE OS OLHOS DOS OUTROS ENXERGAM AS COISAS DE DEUS. 
João Evangelista P. dos Santos – Bahia
  
Convite Especial
Eu, Maria Amélia de Andrade Ribeiro, no dia 15 de novembro de 1988, quando levantei pela manhã senti que havia algo estranho no meu rosto, quase não podia escovar os dentes. Fiquei totalmente sem tato na boca, o olho direito não piscava, o rosto torto, muito deformado. Levaram-me ao neurologista, Dr. Djalma Santos e ele falou assim: “Desta vez a senhora teve uma paralisia muito forte. Deverá passar talvez um ano para se recuperar”. (Pois esta foi a 3ª vez que tive paralisia facial). Nesta época eu ia toda quinta-feira rezar o terço na Igreja de Brotas. Quando foi em março de 1989, Dona Mary Veiga organizou uma romaria para Angüera e com o incentivo das colegas do grupo, fui à aparição de Nossa Senhora, pedir minha cura. Chegando lá junto à Cruz, minhas colegas rezaram, invocaram o Espírito Santo e pediram a Nossa Senhora pela minha cura. Quatro meses depois, graças a Mãe de Jesus, estava curada para sempre. Amém. 
Maria Amélia de Andrade Ribeiro – Salvador/BA
   
Maria em Minha Vida 

Durante um longo tempo da minha vida, vivi em constantes trevas, pois andava fazendo coisas absurdas, estava distante de Deus e não queria saber de Igreja. Cheguei até a usar drogas. Vivia cega espiritualmente. Tudo isso aconteceu depois que meu noivo me abandonou. Pra mim a vida não tinha mais sentido. Eu só queria viver de aventuras. No ano passado, minha mãe me implorou para que fosse a Angüera com ela e como sempre me convidava, e naquele dia não tinha nenhuma bagunça programada, eu fui. Quando chegamos, a primeira pessoa que encontramos foi o Pedro Régis. Ele estava vindo da cruz em direção a sua casa e se aproximou de nós com um terço na mão. Eu nunca o tinha visto antes. Ele cumprimentou a todos e ao se aproximar de mim, olhou bem nos meus olhos e perguntou: Posso lhe dizer uma coisa? Balancei a cabeça afirmando que sim e ele disse: Nossa Senhora te ama muito; se cuida, ela precisa de você. E depois se afastou. À noite, na hora da aparição, todos rezavam o terço, menos eu, porque não sabia. No final do terço Nossa Senhora apareceu. Eu quase não fiquei de pé. Estava vendo uma cena tão linda que quase morri de felicidade. Senti, naquele momento, o desejo de ser abençoada. Meu coração batia forte. Me abracei com minha mãe e comecei a chorar. Quando acabou Pedro leu a mensagem. Nossa Senhora dizia que nos amava e que precisava de cada um de nós. Lembrei das palavras de Pedro ditas a mim logo que cheguei. Senti que foi uma confirmação do céu. Tinha certeza de que as palavras de Pedro foram inspiradas por Nossa Senhora. Aquele recado do céu mudou a minha vida. Hoje sei me valorizar. Deixei de lado tudo que me impedia de sentir Deus. Tenho 19 anos e procuro ajudar as pessoas que vivem o mesmo drama que eu vivi. Agora sou católica praticante e rezo por meu ex-noivo para que seja feliz, pois agora tenho um novo amor em minha vida: JESUS  
Ângela Mª Conceição – Aracaju/SE
   
A Novena Milagrosa
Eu estava vivendo sem paz e tudo em minha vida dava errado. Entrei em depressão e vivia sob efeitos de remédios, sem nenhum resultado. No auge do desespero, fui levada à sessão espírita, a terreiros de umbanda, mas nada adiantava. Continuava doente e sem saber o que fazer. No mês de setembro deste ano minha vizinha, dona Maria, veio me visitar. Era uma terça-feira à tarde. Ela me disse que tinha encontrado Pedro Régis na Igreja Senhor dos Passos no dia anterior, numa missa e que ela se aproximou dele, segundo ela meio sem jeito, e pediu que ele rezasse e pedisse a Nossa Senhora por sua família e por uma amiga (que sou eu) que estava doente. Ele lhe deu uma novena de Nossa Senhora Rainha da Paz e pediu que ela começasse a fazer a novena naquele mesmo dia. Dona Maria fez uma cópia e me trouxe. Eu comecei a fazer a novena no outro dia, pois tinha observado que a boa obra daquele primeiro dia era passar o dia feliz e eu não estava feliz naquele dia. Eu e meu esposo, no outro dia, começamos a novena. Nos esforçamos para cumprir a boa obra de cada dia e graças a Deus estava indo tudo bem. Logo no primeiro dia da novena me senti bem melhor. No quinto dia a boa obra era para se confessar. Pedi ao meu esposo que me levasse a uma Igreja. Ele me levou e lá fiz minha confissão. Meu esposo também se confessou (achei um milagre). No dia seguinte, senti que Deus estava me curando totalmente. No final da novena, quatro dias depois, já não sentia mais nada. Hoje vou a Angüera e já levei toda minha família que mora em Salvador. A cada dia que passa me sinto mais perto de Nossa Senhora e mais amada por Jesus. Rezo todos os dias em minha casa com meu esposo e rezo também por Pedro Régis, pois sei que não é fácil estar na missão que ele recebeu de Deus.  
Vânia da Silva – Feira de Santana/BA
  
Eu Ví um Grande Sinal em Anguera
A primeira vez que fui a Angüera presenciei um grande sinal de Deus. Se não me engano foi no ano de 1994. Era festa em setembro. Nunca vi tanta gente em toda minha vida. Logo à tarde vi, não apenas eu, mas uma grande multidão, o sinal do sol. Vimos o sol girar no céu e mudar de cor. Parecia que estava vindo pra terra. Foi um show de Deus para os incrédulos, inclusive eu, que estava ali apenas por curiosidade. Antes achava que Pedro era um mentiroso, um aproveitador. Já pedi perdão a Deus por ter pensado assim. Naquele mesmo dia, já à noite, Deus mostrou a todos mais um sinal. Foi dentro de uma das rosas que enfeitava a cruz. Apareceu o rosto de Nossa Senhora e todos viram. Eu estava perto e vi. Era um rosto suave, às vezes preocupado e triste, eu chorei porque sabia que Deus estava nos chamando, nos dando uma chance. Senti um amor tão grande em meu coração a ponto de não poder recusar ao chamado de Deus através de Nossa Senhora. Um dia escutei Pedro dizer que o grande mal do Católico era não ter coragem de dar testemunho, por isso resolvi escrever este testemunho. Sei que existem outros mais bonitos que o meu e que precisam ser dados para a glória de Deus. Amém.  
Ângelo S. Oliveira – Ilhéus/BA
 
Fui Resgatada por Nossa Senhora
Conhecer as aparições de Nossa Senhora de Angüera foi uma grande graça para mim. Antes eu vivia uma vida totalmente sem Deus, só pensando nas coisas do mundo. Muitas vezes deixava minha mãe rezando em casa e saia pra rua. Eu nunca rezava. Um belo dia um amigo me emprestou um livro com mensagens de Nossa Senhora de Angüera. Eu comecei a ler e a cada mensagem que eu lia, sentia no coração as palavras da Mãe falando como se fosse só pra mim. Lembro que uma das mensagens Nossa Senhora falava que nós rezávamos pouco e eu fiquei triste porque eu não rezava nada. Senti uma cobrança muito forte de Nossa Senhora no que diz respeito à oração. Comecei a pensar em minha vida, com 23 anos e tão afastada de Deus. Reconheci que estava errada e que com isso a única pessoa que perdia era eu mesma. Comecei a rezar. A minha família se espantou e não precisa nem explicar o porquê. A minha história é muito longa. Quero apenas acrescentar que hoje rezo o rosário todos os dias com minha mãe e vou à missa todo Domingo. Sou criticada pelos amigos, mas não me importo. Profiro fazer a vontade de Deus do que fazer a vontade dos meus amigos.  
Bernadete da Paixão – Salvador/BA
  
Curada de um Câncer
Conheci as aparições de Nossa Senhora em Angüera no ano de 1996 e de lá para cá a minha vida tem sido transformada. Hoje rezo rosário e procuro renunciar a todas as coisas que Nossa Senhora pede que renunciemos. Em 1997 comecei a ter sérios problemas na saúde, comecei a sentir fortes dores na barriga e depois de vários exames foi constatado um câncer no fígado. Os médicos me sugeriram uma cirurgia que foi feita vinte dias depois, mas nada puderam. Fui desenganada e voltei para casa. Os médicos disseram que eu só tinha 60 dias de vida. Ao chegar em casa tive derrame na pleura e voltei para o hospital, onde fiquei por alguns dias. Ao sair do hospital eu disse para o médico: “o senhor fez sua parte, agora vou rezar e esperar que Jesus e Maria façam a outra”. Não perdi a fé. Cada vez mais acreditava em Deus. Rezava, mesmo doente, duas horas por dia e tomava água benta por nossa Senhora de Angüera. O tempo passava e eu comecei a sentir que estava cada vez melhor. Não sentia mais dores. Já faz mais de três anos e hoje não tenho mais nada. Para agradecer a Nossa senhora, vou a Angüera todas as terças e sábados. A minha família se transformou e houve muitas conversões. Quem ainda não foi a Angüera está perdendo muita graça.  
Maria Pereira de Jesus – Salvador/BA
 

Encontrei a Verdade
Hoje sou feliz com minha família graças à Nossa Senhora de Angüera. Vivi no pecado do adultério mais de oito anos. Quase que satanás destruiu minha vida. A primeira vez que fui ao local das aparições, escutei o irmão de Pedro falar sobre uma mensagem dada por Nossa Senhora que condenava o adultério. Aquilo já começou a mexer comigo. Mais tarde quando Pedro chegou para rezar o terço perguntou quem conhecia os dez mandamentos.Como quase ninguém conhecia, ele começou a explicar um por um. Foi uma beleza quando falou do sexto e do nono mandamento. Ele foi tão claro que eu comecei a pensar o que aconteceria comigo se morresse naquele dia. Na hora da aparição pedi muito a Nossa Senhora que me desse a graça da fidelidade e graças a Deus até hoje não cometi mais o pecado da infidelidade do matrimônio. Quero dizer ainda que vou a missa todos os domingos, rezo com minha família e sempre que posso vou a Angüera para me confessar com Padre Gordon.  
Antônio oliveira de Jesus – Aracajú/SE
  
Fomos Convertidos
Gostaria de agradecer a Nossa Senhora de Angüera a mudança de vida de todos da minha casa. Sei que muitas pessoas já alcançaram muitas graças em Angüera. Já escutei relatos de curas extraordinárias. Aprendi com Nossa Senhora que a cura mais importante é a cura espiritual e foi essa cura que eu e minha família recebemos. Antes de conhecer as aparições em Angüera, eu, meu esposo e meus quatro filhos, vivíamos afastados da igreja e dificilmente rezávamos. Fomos ao abençoado local das aparições em agosto do ano passado e de lá para cá a nossa vida tem sido uma bênção de Deus. Rezamos o rosário todos os dias e aos domingos vamos todos a missa. E uma coisa curiosa é que meus filhos, por livre decisão, não querem mais pular carnaval. Todos eles receberam educação religiosa, mas por descuido meu e do meu esposo, eles se afastaram da igreja. Hoje graças a Nossa Senhora de Angüera estamos de volta à casa do pai.  
Amélia Oliveira dos Anjos – Salvador/BA
  
Curado na Hora da Aparição
Quero agradecer a Virgem Maria, por me ter livrado de uma cirurgia. Há anos vinha sofrendo com pedra nos rins e não sabia mais o que fazer. Já tinha ido várias vezes em Angüera e sempre pedia a Nossa Senhora que suplicasse a Jesus a minha cura. No dia 10 de julho deste ano tive mais uma vez a graça de visitar aquele lugar abençoado. Chegamos bem cedo e ficamos na cruz rezando. À noite, na hora em que Nossa Senhora apareceu, pedi muito que Ela me socorresse, que me ajudasse a sair daquele sofrimento. Naquele momento comecei a sentir fortes dores, parecia que todas as dores que senti no passado voltaram de uma só vez. Intimamente pedia que Ela tivesse misericórdia de mim. Naquele momento senti uma voz dizer: “você está sendo curado”. Quando acabou senti vontade de ir ao banheiro e para minha surpresa saíram três pedras, sem nenhuma dor. Tenho 48 anos e vivo hoje com muita saúde, graças a Nossa Senhora de Angüera.  
Jorge Magalhães – Aracajú/SE
 
Minha Filha foi Curada
Quando estive em Angüera pela primeira vez fiz um pedido a Nossa Senhora para minha filha, que na época tinha 3 anos. Ela sofria de uns desmaios e não sabíamos mais o que fazer. Pedi muito a Nossa Senhora que olhasse para minha filha e graças a Deus ela ficou curada. Hoje ela tem onze anos e vive uma vida normal. O nome dela é a Tailâne de Souza Pinheiro. Já lhe entreguei a Nossa Senhora; ela é filha de Nossa Senhora. Sou apenas uma babá.
Elenice Souza Pinheiro. Coaraci/BA
 
Eu não Amava Nossa Senhora
Depois de muitos anos de afastamento, retornei igreja, passei a freqüentar grupos de orações e comecei crescer espiritualmente. No entanto o meu amor por Nossa Senhora continuava frio, distante. Eu até tentava me aproximar Dela, mas os meus esforços pareciam superficiais. Diante dessa frieza em meu coração, cheguei ao ponto de desejar seguir outra religião. Só depois de seis anos do meu retorno a Igreja Católica foi que a chama do meu amor por Nossa Senhora começou a acender gradativamente. Isso começou quando passei a ler as Suas mensagens em Angüera, publicadas no jornal A TARDE aqui na Bahia. Algumas dessas mensagens me tocavam profundamente e eu as recortava para refletir sobre elas posteriormente. Foi assim que a Rainha da Paz foi cuidando para que eu me achegasse aos poucos ao Seu Coração Imaculado. Embora eu ainda não tivesse tido contato com pessoas que pudessem me falar com ardor das suas aparições, eu acreditava na veracidade das mensagens pelo efeito causado em mim. Por isso pedi a Nossa Senhora que me mostrasse um meio para chegar ao local das suas aparições. Durante uma viagem, passando por um dos lugares, um bem distante do outro, ouvi testemunho de pessoas que haviam visitado Angüera e das bênçãos recebidas para a família e para a comunidade a qual pertencem. Finalmente, em julho deste ano, estive em Angüera pela primeira vez. Na noite chuvosa de 18 do mês corrente ,eu estava lá com o coração transbordante de alegria para agradecer à Nossa Senhora por esta graça recebida. 
Laurinda Menezes da Silva – Salvador/BA
 
Mudança de Vida em Anguera
Até junho de 1996 eu freqüentava outra religião. Estava com um problema no joelho, devido uma queda. Não me ajoelhava em lugar nenhum, pois não agüentava. Não corria, nem andava rápido. Fui ao médico e ele passou vários remédios, inclusive 10 sessões de fisioterapia. Fiz tudo como ele mandou, mas nada resolveu e passou a doer a perna toda. Diante de tantos problemas familiares não tinha paz, nem alegria. Então ligava para minha mãe toda semana para me desabafar. As vezes até chorava de tanta aflição. A segunda quinzena de junho, como de costume, liguei para minha mãe, ela me escutou e depois afirmou: Nossa Senhora vai te ajudar. Levei um susto, pois aquelas palavras tocou em mim, não saía dos meus pensamentos. 30 dias depois Nossa Senhora se apresentou na minha vida através do livro de mensagens, volume I. Li todo em pouco mais de uma semana. Chorava de emoção cada vez que lia. No dia 30 de julho de 1996 tive o privilégio de ir a Angüera, no local das aparições e lá a minha emoção foi ainda maior. Chorei muito na hora que anunciaram a presença de Nossa Senhora. Não lembrei de nada, me ajoelhei e quando me levantei não estava sentindo mais nada. Estava curada. Não parei mais de ir para lá. Tudo da Igreja Católica me encantava, tudo de Maria me emocionava. Aprendi tudo o que precisava aprender, sem que ninguém me ensinasse. Passei a levar caravanas, muitas pessoas mudaram de vida. Foram muitos que levei lá e hoje são católicos fervorosos. Os problemas familiares continuam, pois a pessoa causadora dos problemas não quer se voltar para Deus. Apesar de tudo isso, tenho paz no meu coração e alegria. Vou levando a vida, chamando por Jesus e Maria, e sempre evangelizando e convidando as pessoas para aquele lugar abençoado. Você que leu este testemunho, reze por mim e minha família, um Pai Nosso e uma Ave Maria. Deus irá lhe abençoar. Amém. 
Maria Nilda Alves Cerqueira Dias – Feira de Santana/BA




Buscar no site:
Loja Virtual
Loja Virtual
Clique para comprar artigos religiosos.

Apelos Urgentes

Nossa Senhora Rainha da Paz
Anguera, Bahia, Brasil




Português (Brasil) / Portuguese (Brazil) Español (España, alfabetización internacional) / Spanish (Spain, International Sort) English (United States) / English (United States) العربية (الإمارات العربية المتحدة) / Arabic (U.A.E.) Deutsch (Deutschland) / German (Germany) italiano (Italia) / Italian (Italy) français (France) / French (France) українська (Україна) / Ukrainian (Ukraine) polski (Polska) / Polish (Poland) русский (Россия) / Russian (Russia) 中文(中华人民共和国) / Chinese (Simplified, China) 日本語 (日本) / Japanese (Japan) čeština (Česká republika) / Czech (Czech Republic)